A avaliação dos professores vai ser «sujeita a novas regras». O anúncio foi feito pelo secretário-geral da Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE), João Dias da Silva, que disse que o Governo vai informar as escolas sobre a cessação dos procedimentos actuais.

«As escolas vão ser informadas muito em breve que será desnecessário levar por diante os procedimentos, pois haverá novas regras», disse João Dias da Silva as jornalistas, segundo cita a Lusa, depois de ter estado reunido com o secretário de Estado Adjunto e da Educação, Alexandre Ventura.

O dirigente da FNE recebeu com agrado estas informações, porque significa que o modelo de avaliação irá funcionar com «outras regras», diferentes daquelas que levaram milhares de docentes às ruas, em protesto, durante o último ano.

O sindicalista descreveu como positiva a discussão das propostas dos partidos da oposição sobre esta matéria que vai acontecer amanhã, mas preferiu realçar a negociação com o Executivo. «Sempre dissemos que a solução se encontra em sede de negociação entre o Governo e as organizações sindicais», disse.

O Governo reúne-se esta quarta-feira com as várias organizações sindicais do sector da Educação para apresentar o calendário negocial relativo à avaliação do desempenho dos professores e ao estatuto da carreira docente. Até ao final de Dezembro, as reuniões irão repetir-se semanalmente.