Um incêndio que deflagrou em Oliveira de Azeméis, esta quarta-feira, está a ser combatido por mais de 300 bombeiros e teve, durante o dia, a ajuda de oito meios aéreos. Apesar do aparato, pelas 20:10 não havia "populações em risco”, disse à Lusa o comandante de operações e socorro de Aveiro.

No princípio estávamos preocupados com Vilarinho de São Luís, mas a situação está totalmente controlada. Ainda está ativo, mas o que está a arder é só mesmo eucaliptal”.

O comandante do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro, António Ribeiro, tinha advertido, ao final da tarde, que o incêndio estava "muito forte”.

O incêndio começou em Valmadeiros, numa zona florestal, na União de Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz, e, pelas 19:50, estavam no local 297 bombeiros, apoiados por 92 viaturas.

O alerta para o incêndio em povoamento florestal, na localidade de Valmadeiros, no distrito de Aveiro, foi dado cerca das 14:49.

O mesmo responsável adiantou ainda que, pelas 17:00, havia uma estrada cortada entre Nespereira e Vilarinho de São Luís.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro disse à Lusa que no combate ao incêndio estão envolvidas várias corporações do distrito, tendo já sido acionados um grupo de reforço de Lisboa.

Outro fogo em Setúbal

Ao início da noite, mas em Setúbal, mais de 100 bombeiros apoiados por 29 viaturas combatiam um incêndio numa zona de mato, no Viso Pequeno, no concelho de Setúbal.

"Esperamos resolver este incêndio nas próximas horas se, entretanto, as condições climatéricas não se alterarem, uma vez que se trata de uma zona de difícil acesso e os meios aéreos que estiveram envolvidos no combate às chamas - dois helicópteros -, já se retiraram", disse à Lusa o Comandante Distrital de Bombeiros, Elísio Oliveira.

"Se continuarmos sem vento, o incêndio, que deflagrou pouco antes das 18:00, deverá estar resolvido nas próximas horas", acrescentou Elísio Oliveira, que enalteceu o comportamento dos moradores na zona, que permitiram que os dois helicópteros se abastecessem de água nas piscinas.

Cerca das 19:45 permaneciam no local 102 bombeiros de 18 corporações do distrito de Setúbal, apoiados por 30 veículos.