A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu, este domingo, um aviso à população com medidas preventivas, no âmbito da declaração da situação de alerta determinada pelo Governo devido ao agravamento do risco de incêndio.

No aviso, a autoridade destaca que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para as próximas 48 horas “um quadro meteorológico de tempo quente e seco (no interior) e vento forte na faixa costeira e terras altas”.

Tratam-se de “condições atmosféricas para situação de comportamento errático dos incêndios, em especial na região Centro durante o dia de amanhã”, salienta a ANEPC.

Veja aqui as medidas da Proteção Civil: 

Aviso à População _ Incremento Do Perigo de Incêndios Rural _ Medidas Preventivas _26 Julho by TVI24 on Scribd

A autoridade indica que, de acordo com a situação meteorológica, prevê-se “risco de incêndio máximo ou muito elevado no Norte, Centro, Vale do Tejo, Alto e Baixo Alentejo e Algarve e elevado no restante território do continente (com exceção do litoral Centro)”.

Entre as condições meteorológicas, é referido que a temperatura máxima deverá manter-se hoje e amanhã em valores acima de 33ºC no interior, que podem exceder os 39ºC no interior Centro e do Alentejo bem como “noites quentes, acima de 20 ºC em alguns pontos do interior Centro e Sul”.

Quanto às medidas preventivas, a ANEPC recorda que, de acordo com a declaração da situação de alerta em vigor, entre as 00:00 de segunda-feira e as 23:59 de terça-feira, é proibido o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem.

É também proibido realizar queimadas e queimas de sobrantes de exploração e utilizar fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão.

Estão também proibidos os trabalhos nos espaços florestais e outros espaços rurais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais.

O Governo anunciou esta tarde a declaração da situação de alerta em todo o território continental, entre as 00:00 de segunda-feira e as 23:59 de terça-feira, face às previsões meteorológicas que apontam para “significativo agravamento do risco de incêndio rural”.

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os Ministros da Administração Interna e do Ambiente e Ação Climática determinaram este domingo a Declaração da Situação de Alerta em todo o território do Continente”, avançam em comunicado as tutelas.

/ Publicado por MM