«Um exemplo deste tipo de erros foi o caso que ocorreu aquando do atentado de Madrid em 2004, onde o Federal Bureau of Investigation (FBI) cometeu um erro de tomada de decisão durante a investigação de impressões digitais de possíveis suspeitos», referiu.




«A fim de podermos tornar esta investigação o mais fidedigna possível, iremos utilizar, em algumas ocasiões, o equipamento ‘eye-tracking 1000’. Este equipamento permite verificar os movimentos oculares dos sujeitos que realizam as experiências», adiantou.






podendo o progresso ser acompanhado online.