A Polícia Judiciária efetuou buscas nas instalações do Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira, no Funchal, numa investigação que decorre a nível nacional, sendo o instituto “alheio a qualquer irregularidade”, informou esta terça-feira o Governo Regional.

O Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira (IVBAM), na sequência de um processo que decorre em termos nacionais, limitou-se a prestar as informações solicitadas pelas autoridades e é alheio a qualquer irregularidade”, lê-se num comunicado divulgado pelo gabinete do Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Regional, que tutela aquele instituto.

O executivo madeirense salienta que o IVABM “não está implicado nas buscas” e que “a situação ultrapassa a própria natureza do Instituto”.

O Governo da Madeira adianta que “o processo está em segredo de justiça”, pelo que os responsáveis regionais não podem prestar declarações sobre este assunto.

O IVBAM, “de forma colaborativa, forneceu todo os documentos solicitados”, conclui.

 

/ BMA