"Mais de 50 por cento [dos centros de investigação] passaram à segunda fase", assinalou.


















Redação / AM