O terceiro suspeito de uma onda de roubos violentos na cidade do Porto ficou em prisão preventiva. Fernando Cabreira, de 27 anos, foi ouvido pelo juiz no Hospital de Vila Nova Gaia depois de ter sido baleado durante uma tentativa de fuga à Policia Judiciária.

O suspeito rejeitou prestar declarações e o magistrado aplicou-lhe a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

Assim que tiver alta, o homem será transferido para o Estabelecimento Prisional de Custóias. Até lá, será vigiado pela polícia para que não haja hipótese de fuga.

Fernando Cabreira é um dos suspeitos do gang violento que roubava em estabelecimentos comerciais, bombas de gasolina e que fazia carjacking no grande Porto, durante os últimos meses.

O homem, considerado extremamente perigoso por ter um longo cadastro criminal, tentou fugir a uma operação montada pela PJ, com o objetivo de o capturar, bem como a outro suspeito do grupo.

Na fuga às autoridades, Fernando Cabreira respondeu com tiros e acabou por ser baleado no tórax pela PJ.

Os restantes elementos do grupo já se encontram privados de liberdade