O médico obstetra que acompanhou a gravidez do bebé Rodrigo, que nasceu sem parte do rosto, está ligado a outro caso mal diagnosticado. Artur Carvalho não detetou um problema cardíaco em Afonso, criança que acabou por morrer aos quatro meses.

TVI falou com os pais desta criança, que só descobriram que o filho tinha uma cardiopatia quando a criança estava prestes a ter alta. Acabou por ser uma médica estagiária a detetar a patologia cardíaca.

As ecografias foram realizadas na clínica Padre Cruz, em Almada. Afonso nasceu no Hospital Garcia de Orta e foi transferido para o Hospital de Santa Marta assim que lhe foi diagnosticado o problema.

Fiz uma reclamação e ele respondeu-me que eu estava a mentir e que queria provas do que estávamos a dizer", contaram os pais de Afonso, à TVI.

Afonso morreu há um ano, e o seu obstetra volta a ser implicado num caso de mau diagnóstico, o que já levou a Ordem dos Médicos e o Ministério Público a interferir no caso.