Chama-se norovírus e é uma das doenças mais comuns na sociedade portuguesa. Este vírus causa uma doença aguda na zona do estômago, tendo uma propagação rápida.

Para explicar melhor esta condição, um dos membros da direção da Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia esteve no Diário da Manhã, da TVI. Alexandre Ferreira refere que "provavelmente a maioria das pessoas já foi infetada por este vírus".

É quase como o vírus da gripe, conhecido por vezes como a 'gripe do estômago'. Passadas algumas horas da infeção, a pessoa pode ter vómitos", aponta.

Apesar de a doença não ser considerada grave, acaba por levar a vómitos, diarreia, dores abdominais, além de febre e dores musculares. O tempo de duração é relativamente curto, mas pode ser bastante desconfortável.

O norovírus é uma das principais causas de doenças como a gastroenterite, e uma das preocupações relacionadas com o vírus é a facilidade da sua transmissão.

É muito contagioso. Afeta muita gente", refere Alexandre Ferreira.

Uma das principais fontes transmissoras deste vírus são as frutas ou vegetais crus, bem como ostras ou outros alimentos que não foram bem lavados e/ou estiveram em contacto com água contaminada.

Ainda que não seja uma doença de alto risco, os grupos mais sensíveis podem estar suscetíveis a um desenvolvimento mais grave. Entre os grupos de risco estão as crianças mais novas, idosos, pessoas com o sistema imunitário comprometido ou quem tenha realizado transplantes recentemente.