O Global Teacher Prize Portugal está de volta, com um prémio de 30 mil euros para o melhor professor do ano.

O prémio é dirigido a todos os docentes que exerçam a profissão, desde o pré-escolar ao 12º ano de escolaridade (regular ou outros).

As candidaturas dos professores, ou as recomendações que qualquer pessoa queira fazer de um, podem ser feitas AQUI a partir desta quinta-feira, até ao dia 22 de março.

É o quarto ano consecutivo em que o conhecido "Nobel da Educação" chega a Portugal e esta edição tem uma novidade: a presidência do júri será agora de Elvira Fortunato.

O vencedor será conhecido no final do ano.

Esta iniciativa está presente em mais de 120 países e, segundo o comunicado da organização, tem o objetivo de "celebrar e reconhecer o papel dos professores em todo o Mundo".

“Estas distinções - tanto a versão nacional como a global - centram-se na divulgação das melhores metodologias de ensino e projetos inovadores desenvolvidos pelos professores, potenciando assim a capacidade e o aproveitamento escolar dos alunos.”

Catarina Pereira