Um jovem de 20 anos foi detido, no passado dia 1 de abril, pelo Comando Territorial da GNR do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto, por violência doméstica. Os crimes aconteceram na localidade de Santa Cruz do Bispo, concelho de Matosinhos.

De acordo com o comunicado, o jovem terá agredido, injuriado e perseguido de forma continuada uma jovem de 17 anos com quem manteve uma relação. 

"Como forma de coação, o arguido, chegou a praticar um crime contra a propriedade da ofendida, ateando fogo à casa da mãe da vítima. Foi realizada uma busca domiciliária à residência do arguido, onde foi possível apreender uma arma de fogo e o telemóvel do arguido, por haver a suspeita deste conter imagens íntimas da vítima, utilizadas para a coagir e obrigar a manter o relacionamento", lê-se no comunicado da GNR.

O detido foi presente a interrogatório e ficou sujeito às medidas de coação de "afastamento e proibição de contacto com a vítima e seus familiares por qualquer meio, apresentações no posto policial da área da sua residência uma vez por semana, sendo controlado por meio eletrónico (pulseira eletrónica)".