As autoridades estão a investigar o alegado homicídio de uma mulher numa quinta em Santo Estêvão, Tavira, sendo o suspeito do crime o seu marido, que depois tentou simular um suicídio, foi divulgado esta quarta-feira.

O caso remonta a maio de 2020, altura em que o homem, de 64 anos, “munido com uma pistola disparou um tiro contra a cabeça da mulher, provocando-lhe a morte”, lê-se num comunicado publicado no site’ do Ministério Público (MP) de Faro.

Para simular o suicídio da mulher, o detido colocou a arma junto desta e chamou a GNR”, lê-se na nota, que adianta, ainda, que o homem foi presente ao Tribunal de Faro na terça-feira para primeiro interrogatório judicial.

A PJ confirmou, em comunicado, a detenção do suspeito, concretizada na passada segunda-feira, após investigação e "várias perícias requeridas junto do Laboratório de Polícia Científica da Polícia Judiciária", que produziram "relevantes elementos probatórios".

O homem, de 64 anos, está indiciado pela prática de um crime de homicídio qualificado, refere o Ministério Público.

O detido ficou a aguardar julgamento mediante apresentações periódicas no posto da GNR e obrigado a entregar o passaporte.

 

/ PF