A GNR deteve um homem de 36 anos, em Penafiel, distrito do Porto, por violência doméstica, que tinha na sua posse uma arma de fogo proibida e uma arma branca, anunciou fonte policial.

Em comunicado, a autoridade indica que o suspeito exercia violência física e psicológica contra a vítima, 41 anos, e contra a filha da companheira, de 14 anos, quando se dirigia em auxílio da mãe.

Perante o escalar dos episódios de violência e as constantes ameaças de morte, a vítima, sabendo que o agressor tinha acesso a armas de fogo, denunciou os factos por temer pela própria vida e pela vida da sua filha", acrescenta a fonte.

O detido apresenta antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza e por crimes contra o património, tendo sido esta sexta-feira presente a primeiro interrogatório, no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel.

O arguido ficou impedido permanecer ou frequentar a habitação da vítima e contactá-la "por qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa".

Ficou ainda proibido de adquirir ou usar quaisquer armas e obrigado entregar as que ainda tenha na sua posse, no posto policial da sua área de residência.

Agência Lusa / CE