A GNR de Vila Real identificou uma mulher de 24 anos pelo alegado atropelamento de um homem, que acabou por morrer no hospital, e enviou o processo para o tribunal, disse esta terça-feira fonte desta força policial.

A fonte da GNR disse à agência Lusa que foi a mulher que se apresentou na segunda-feira no quartel de Vila Real.

O alerta para um alegado atropelamento, seguido de fuga, que ocorreu na Estrada Nacional 2 (EN2), na zona das Flores, em Vila Real, foi dado às 02:13 de domingo.

O homem de 62 anos deu entrada como ferido grave na unidade de Vila Real do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde acabou por morrer durante a manhã de domingo.

A GNR, através do Núcleo de Investigação de Acidentes de Viação (NICAV), está a investigar as circunstâncias em que ocorreu o acidente.