A GNR registou 119 acidentes rodoviários na noite de sexta-feira e na madrugada de sábado, período em que detetou 576 infrações de trânsito, com destaque para casos de excesso de velocidade e condução sob o efeito de álcool.

Este é o resultado das operações levadas a cabo pela GNR em todo o país entre as 20:00 de sexta-feira e as 08:00 de hoje, segundo o gabinete de comunicação daquela força policial.

A GNR registou 119 acidentes, que resultaram em seis feridos graves e 35 feridos leves.

Nas operações de fiscalização de trânsito, foram detetadas 576 infrações, das quais 151 casos de excesso de velocidade e os 75 por condução sob o efeito do álcool.

A GNR aponta ainda um elevado número de automóveis que circulavam sem a inspeção periódica obrigatória (48 casos), infrações relacionadas com tacógrafos (43) ou anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização (25).

A falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório motivou 19 coimas e conduzir a usar o telemóvel ao mesmo tempo motivou outras 12.

Entre a noite de sexta-feira e a madrugada de sábado, a GNR deteve 46 pessoas: 31 por condução sob o efeito do álcool, seis por tráfico de droga, dois por condução sem habilitação legal, um por posse de arma proibida, um por homicídio, um por roubo e um por permanência ilegal em território nacional.

No âmbito das operações da GNR foram apreendidas 441 doses de haxixe e uma arma branca.

PSP detém seis pessoas por tráfico de droga

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Lisboa apreendeu mais de 25 mil doses de cocaína e deteve seis pessoas por tráfico de droga em operações realizadas na sexta-feira e esta madrugada.

O comando metropolitano de Lisboa apreendeu “25.500 doses de produto estupefaciente suspeito de ser cocaína” assim como outras “151 doses de produto estupefaciente suspeito de ser haxixe”, refere o comunicado, sobre as operações levadas a cabo pela PSP entre as 07:00 de sexta-feira e as 07:00 de hoje.

Em 24 horas, a PSP realizou seis operações policiais que resultaram na detenção de 36 cidadãos por diversos crimes, tais como tráfico de estupefacientes (seis casos), condução sob o efeito de álcool (quatro casos) ou furto (cinco casos).

A polícia deteve ainda oito pessoas sob as quais pendiam mandados de detenção, outras seis pessoas foram detidas por estarem a conduzir sem habilitação legal para o fazer e duas acusadas de serem carteiristas.

Desobediência, resistência e coação sobre funcionário e posse ilegal de arma foram outros crimes que levaram à detenção de três pessoas.

No âmbito destas operações, a polícia apreendeu quatro armas - duas espingardas, uma arma de calibre 6,35 mm e uma arma branca – e onze munições.

No que toca à sinistralidade rodoviária, registaram-se 54 acidentes que provocaram 22 feridos ligeiros.