Numa operação Stop, militares da GNR, do Destacamento de Ação Fiscal de Lisboa, apreenderam na quarta-feira, em Coina, 22.400 cigarros, produzidos na África do Sul.

No âmbito de uma ação de fiscalização rodoviária, realizada em conjunto com o Destacamento de Trânsito de Setúbal, foram detetadas, na bagageira de um veículo, duas malas de viagem e um saco que continham os cigarros, os quais foram apreendidos por introdução irregular do tabaco no consumo", refere o comunicado da GNR.

De acordo com a GNR, "o tabaco apreendido, caso tivesse sido comercializado, teria provocado uma fraude tributária no valor de 3 700 euros, por não pagamento do imposto especial sobre o tabaco e do IVA".

Da apreensão, "resultou a elaboração de um auto de noticia contraordenação aduaneiro e foi identificado um homem de 48 anos".