A GNR está a investigar a alegada agressão de um pai de uma aluna a dois professores e dois auxiliares de ação educativa da escola básica 2/3 de Valença, disse hoje à Lusa fonte daquela força policial.

Segundo a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, às quatro vítimas apresentaram queixa no posto local da Guarda Nacional Republicana.

O caso "não ocorreu em flagrante delito, estando em curso diligências para apurar o que terá acontecido".

A fonte revelou que na origem deste caso, que ocorreu na quinta-feira, cerca das 15:30, fora do estabelecimento de ensino, estará uma outra agressão, "alegadamente, praticada por um auxiliar de ação educativa à aluna".

De acordo com a fonte policial "o pai terá esperado que os dois professores e os dois auxiliares saíssem da escola para tirar satisfações, agredindo as quatro pessoas".

Duas das quatro vítimas, um professor e um auxiliar, receberam assistência médica no centro de Saúde de Valença, segunda cidade do distrito de Viana do Castelo.

Os agentes da Escola Segura tomaram conta da ocorrência, tendo encaminhado o processo para a GNR.