A mulher detida com 12.300 doses de haxixe em Mértola, no distrito de Beja, está indiciada por crime de tráfico de droga e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse esta quarta-feira à agência Lusa fonte da GNR.

A mulher, de 36 anos, foi submetida na terça-feira a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Beja, que lhe decretou a prisão preventiva, a medida de coação mais grave, indicou a fonte.

Segundo a fonte, a mulher está indiciada pela prática de um crime de tráfico de droga e fica a aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Tires, no concelho de Cascais, no distrito de Lisboa.

A mulher foi detida na segunda-feira, por militares do Posto Territorial de Mértola, durante uma ação de patrulhamento na Estrada Nacional 122, junto àquela vila.

A suspeita, que seguia numa viatura, "demonstrou um comportamento nervoso", após ter sido abordada por militares da GNR.

Os militares efetuaram uma busca à viatura e uma revista à mulher, o que lhes permitiu apurar que tinha droga na sua posse e apreender as 12.300 doses de haxixe, o veículo e um telemóvel.

/ CE