Um homem de 29 anos vai ser controlado por vigilância eletrónica, em Paredes, distrito do Porto, por ameaçar de morte a mulher, de 29 anos, através do envio de fotografias de armas de fogo, informou hoje fonte da GNR.

Em comunicado, a autoridade policial indicou que o homem “vinha a adotar comportamentos agressivos contra a vítima, com a qual estava casado há cerca de 10 anos”.

“Quando a vítima começou a trabalhar num estabelecimento de restauração e bebidas, os comportamentos possessivos e controladores do agressor aumentaram, começando-a a vigiar no local de trabalho e originando diversas desavenças na presença dos dois filhos menores”, acrescenta-se na informação.

 

Perante os factos, o suspeito foi detido e presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, ficando sujeito às medidas de coação de termo de identidade e residência, proibição de se aproximar, permanecer ou frequentar a habitação da ofendida, num raio de 300 metros.

O suspeito ficou, ainda, proibido de adquirir armas, devendo, em cinco dias, proceder à entrega das que possua.

Agência Lusa / BMA