O Comando Territorial de Viana do Castelo, através do Núcleo de Investigação Criminal de Arcos de Valdevez, recuperou na terça-feira diversos artigos em ouro furtados em residências, tendo uma mulher sido constituída arguida no âmbito da investigação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) indicou que os artigos em ouro que tinham sido furtados em várias residências foram recuperados em Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo.

“No âmbito de uma investigação que decorria desde março, que teve origem em dois furtos em residência, foi possível identificar uma mulher de 51 anos e recuperar, após a realização de uma busca domiciliária, 10 pares de brincos, seis medalhas e quatro fios em ouro, estimando-se que a suspeita efetuou furtos no valor de 20 mil euros”, adiantou a GNR.

De acordo com a GNR, a mulher introduzia-se nas residências furtadas através de cópias de chaves, que alegadamente foram obtidas porque os proprietários deixaram as chaves das suas habitações na caixa do correio, de modo a permitir o acesso às empregadas domésticas.

A suspeita foi constituída arguida e sujeita à medida de coação de termo de identidade e residência.