A GNR desmantelou, na sexta-feira e depois de uma investigação que durou 11 meses, uma alegada rede que furtava máquinas de tabaco e jantes de viaturas na zona do Porto, indicou hoje aquela força policial.

Em comunicado, o Destacamento Territorial de Vila Nova de Gaia da GNR aponta que foram realizadas 20 buscas, das quais 10 domiciliárias e 10 em veículos e num armazém, nas cidades de Valongo, Maia e Gondomar.

A GNR conta que "a operação teve início após a detenção de um homem, com 25 anos, em flagrante delito, enquanto furtava jantes a uma viatura em Gondomar".

Posteriormente, foram detidos dois homens, de 26 e 30 anos, e foram ainda constituídas arguidas sete pessoas por suspeita de envolvimento na prática dos furtos ou recetação dos bens.

Nesta operação foram apreendidos 400 maços de tabaco, duas viaturas, quatro jantes de automóvel, dois computadores portáteis, uma televisão LCD e ferramentas utilizadas nos furtos.

Os detidos foram presentes sábado ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva a um dos detidos e a outro prisão domiciliária.

/ ALM com Lusa