Um homem de 60 anos ficou em prisão preventiva após ter sido detido na Trofa, distrito do Porto, por ser suspeito de violência doméstica reiterada sobre a esposa de 59 anos, revelou esta quinta-feira a GNR.

A detenção, feita na terça-feira pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto, ocorreu após os militares apurarem "que o agressor, de forma reiterada, infligiu maus-tratos verbais, psicológicos e ainda ameaças de morte à vítima, sua esposa, de 59 anos".

Em comunicado, a GNR descreve que a mulher se "refugiou num local desconhecido, com medo das ameaças de morte sofridas" e, a partir de então, o "suspeito, consumidor habitual de bebidas alcoólicas e com problemas psiquiátricos", passou "a ir ao encontro da vítima no seu local de trabalho, dando continuidade à prática do crime ".

O detido, "com antecedentes criminais pela prática deste tipo de crime", foi presente a primeiro interrogatório judicial na quarta-feira no Tribunal Judicial de Matosinhos, onde lhe foi "aplicada a medida de coação de prisão preventiva", refere o comunicado.

A ação contou com o reforço do Posto Territorial da Trofa.

/ LF