Uma mulher de 38 anos, grávida de 34 semanas, deu entrada no Centro Hospitalar do Alto Minho, com ameaça de descolamento de placenta. Foi testada para a covid-19, antes do internamento e o resultado foi positivo.

A equipa de neonatologia foi alertada e a grávida foi sendo acompanhada com a normalidade possível, até os gémeos nascerem, prematuros, no último domingo. Testados à nascença, estavam ambos infetados com a covid-19.

Um facto inédito, que está a intrigar os médicos e mostra que afinal ainda há tanto para descobrir sobre este vírus.

O Instituto Ricardo Jorge está a avaliar uma amostra de placenta para perceber como ocorreu a transmissão.

A mãe começou, esta sexta-feira, a manifestar sintomas da covid-19 e permanece internada, à semelhança dos gémeos, que nasceram prematuros.  

Sofia Fernandes