A família portuguesa que foi separada na Grécia depois de uma confusão de testes à covid-19 já está novamente junta. A Proteção Civil autorizou a transferência para uma casa, onde o homem vai ficar a aguardar novo teste PCR.

Por saber continua o resultado do teste PCR realizado a 31 de julho, realizado no aeroporto de Atenas

Jaime e Brenda Reis foram com os filhos do Porto a Atenas, para passar dez dias de férias, até que no aeroporto grego as más notícias chegaram. Jaime testou positivo através de um teste rápido e toda a família entrou imediatamente em isolamento. E assim permanecem desde o dia 31 de julho.

Acabaram mesmo por ser separados em dois quartos de hotel, sendo que as autoridades não divulgaram o resultado do teste PCR feito no mesmo dia no aeroporto.

Cansada da situação, a família decidiu recorrer a um laboratório privado, com o teste a vir negativo.

Agora, aguardam novo teste homologado pelo Ministério da Saúde grego, esperando novo resultado negativo, e que se confirme que a família pode, finalmente, entrar de férias.

Ministro dos Negócios Estrangeiros diz que embaixada em Atenas está a acompanhar a situação

Questionado esta quarta-feira sobre este caso, o ministro dos Negócios Estrangeiros disse que a embaixada em Atenas está a acompanhar a situação, mas lembrou que ainda se vive um “momento muito difícil da pandemia” de covid-19.

Referindo que há “destinos fabulosos” em Portugal ou em Espanha, Augusto Santos Silva recomendou a quem pretender viajar em férias para outros países que tenha em conta a rede consular portuguesa.

Peço encarecidamente que o faça tendo também em atenção a rede consular portuguesa no estrangeiro”, apelou, referindo já ter recebido pedidos de ajuda a partir de locais em que a cobertura consular é diminuta.

Diogo Assunção / Notícia atualizada às 17:42