A gripe em Portugal atingiu na quarta semana deste ano uma taxa de incidência de 89,3 por cada 100.000 habitantes, segundo o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe divulgado esta quinta-feira.

De acordo com o boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), foram reportados 23 casos de gripe pelas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), tendo sido identificado o vírus Influenza A em 21 doentes.

Foram ainda reportados 11 casos de gripe pelas duas enfermarias que colaboraram na vigilância”, lê-se na informação, que dá conta de um valor médio da temperatura mínima do ar de 5,2 graus centígrados, a que corresponde “uma anomalia de +0,88 graus”, relativamente ao valor normal para o mês de janeiro.

Os valores apurados indicam uma atividade gripal epidémica de intensidade moderada. Para a mortalidade por todas as causas são apontados "valores acima do esperado".

No boletim, referem-se 50 casos de síndrome gripal e 56.021 pessoas no que diz respeito à população em observação.

Na semana anterior a taxa de incidência tinha sido de 48,8 por 100 mil habitantes, com uma descida acentuada em relação à primeira semana, na qual se registou uma taxa de incidência da gripe de 80,9 casos por 100 mil habitantes, com dois subtipos de vírus em circulação.