O Tribunal de Penafiel condenou um homem a 23 anos e seis meses de prisão pela prática de vários crimes, em Lousada, incluindo um homicídio qualificado, que vitimou o namorado da ex-companheira, e outro na forma tentada.

De acordo com informação publicada esta quinta-feira na página da Internet da Procuradoria-Geral Distrital do Porto do Ministério Público, por acórdão datado de sexta-feira, o arguido foi ainda condenado por um crime de violência doméstica agravado, um crime de ofensa à integridade física simples e um crime de detenção de arma proibida.

Os ilícitos com maior moldura penal remontam a 23 de julho de 2019 e ocorreram na madrugada daquele dia, na via pública, na localidade de Alvarenga, no concelho de Lousada.

A vítima mortal, de 26 anos, foi atingida na cabeça por dois tiros de caçadeira efetuados pelo arguido, então com 31 anos.

Antes desse disparo, já o agressor tinha dado outro tiro contra o vidro de um veículo, onde seguiam a ex-companheira e o seu namorado, facto do qual decorreu a condenação por crime de homicídio, na forma tentada.

Na data do crime, a GNR informou que a mulher sofrera ferimentos ligeiros.

O tribunal considerou também provado que a ex-companheira sofreu de atos de violência física e psicológica quando viveu maritalmente com o arguido, até 2017, que se agravaram após o fim da relação.

/ SS