O homem que alegadamente assassinou a mulher a tiro, na passada segunda-feira, foi encontrado este sábado morto num palheiro em Serra d¿Água, concelho da Ribeira Brava, na ilha da Madeira.

Fonte da Polícia Judiciária (PJ) confirmou à Agência Lusa que «o corpo sem vida foi encontrado num dos muitos palheiros de apoio à pastorícia na Serra d¿Água», e que foi também «recuperada a arma de fogo» que alegadamente terá utilizado para matar a mulher.

A mesma fonte escusou-se a adiantar a causa da morte do homem, com mais de 50 anos, adiantando apenas que «provavelmente não terá sido em momento imediato ao homicídio da mulher». Ainda assim, acrescentou, «a causa da morte só será determinada em sede de autópsia».

O alegado homicida estava desaparecido desde segunda-feira, depois de supostamente ter atingido letalmente, com uma arma de fogo, a mulher de 54 nos de quem vivia separado.

O crime terá acontecido quando a mulher regressava do trabalho, pelas 23:00, na freguesia da Serra d¿Água, na zona oeste da Madeira. A mulher foi atingida «de forma letal, sem possibilidade de escapar, tendo falecido no local», disse à Lusa fonte da PJ.
Redação / - LM