Um jovem de 17 anos foi detido este sábado, em Vila Nova de Santo André, Sines, depois de ter alegadamente matado os avós adotivos, num cenário macabro de grande violência, na própria casa dos idosos. As vítimas tinham entre 70 e 80 anos. 

O jovem e dois eventuais cúmplices foram detidos pela GNR. O idoso foi assassinado com vários golpes de arma branca e a mulher terá mesmo sido degolada. As autoridades vieram depois a constatar que as outras duas pessoas nada tiveram a ver com o crime.

Os cadáveres foram encontrados por uma patrulha da GNR, que se dirigiu à casa do casal, depois de alertados por uma neta dos idosos. 

A neta do casal tentou desde a tarde de sexta-feira contactar com os avós e, sem conseguir, pediu ajuda no posto da GNR de Vila Nova de Santo André, pelas 00:30 deste sábado.

Depois do homicídio, os jovens (dois rapazes com 17 anos e uma rapariga com 16) terão levado o carro dos idosos, que destruíram a seguir. O carro foi capotado e ficou num estado irrecuperável. 

Um dos detidos tinha vestígios de sangue na roupa". 

Os três suspeitos foram presentes este sábado ao Tribunal Judicial de Setúbal para primeiro interrogatório judicial mas só o jovem de 17 anos ficou em prisão preventiva. Os outros dois saíram em liberdade.

Segundo a GNR, a investigação do duplo homicídio passou para a alçada da Polícia Judiciária.

Inês Pereira / Notícia atualizada às 19:00