O suspeito de ter esfaqueado um homem de 41 anos, provocando-lhe a morte, na noite de quarta-feira em Sassoeiros, no concelho de Cascais, ficou em prisão preventiva, disse hoje à Lusa fonte da PSP.

De acordo com fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, o detido, de 48 anos, presente hoje a tribunal, viu-lhe ser aplicada a prisão preventiva como medida de coação.

Um homem de 41 anos foi esfaqueado na noite de quarta-feira em Sassoeiros, no concelho de Cascais, e acabou por morrer, disse na altura fonte da Polícia de Segurança Pública (PSP).

À agência Lusa, a fonte informou que foi mobilizada uma equipa médica, mas o óbito foi confirmado no local.

A PSP acrescentou que um suspeito foi detido e o caso entregue à Polícia Judiciária.

De acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o alerta para o homicídio foi dado às 23:11 e estiveram no local do crime, na freguesia de Carcavelos e Parede, cinco viaturas de socorro e 17 operacionais.

Segundo o Correio da Manhã, tratou-se de um crime passional, sendo a vítima um amigo da ex-mulher do suspeito do crime.

A mulher terá tentado evitar as agressões entre os homens, ficando também ferida, mas superficialmente, indicou o jornal, acrescentando que o filho de 6 anos do ex-casal assistiu ao confronto.

. / JGR