Um homem suspeito do homicídio de uma mulher em Vila Real de Santo António, no Algarve, detido poucas horas depois do crime, ocorrido na manhã de quinta-feira, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse à Lusa fonte policial.

O homem, de 44 anos, foi ouvido esta sexta-feira em primeiro interrogatório judicial, sendo suspeito de de ter matado a mulher com quem tinha tido uma relação sentimental, “com recurso a uma arma branca”, indicou a Polícia Judiciária (PJ) em comunicado divulgado na quinta-feira.

Segundo a PJ, a mulher foi morta no interior da sua residência em Vila Real de Santo António, no distrito de Faro, cerca das 12:30, tendo o suspeito sido detido pouco depois pela GNR em Monte Gordo, a poucos quilómetros do local do crime.

A operação obrigou ao destacamento de militares do Corpo de Intervenção para a área do posto da GNR, onde o detido foi conduzido inicialmente, uma vez que começaram a concentrar-se no local familiares e amigos da vítima.

A investigação foi conduzida pela Diretoria do Sul da PJ que recolheu "relevantes elementos probatórios que conduziram à detenção do suspeito" ao qual foi decretada a prisão preventiva.