O porta-voz do grupo de militantes socialistas católicos, Cláudio Anaia, desafiou, esta terça-feira, o primeiro-ministro, José Sócrates, a ter «coragem política» para avançar com um referendo sobre o casamento homossexual. «A posição do Governo no programa é muito subjectiva e vaga, por isso esperamos que o primeiro-ministro, José Sócrates, demonstre agora coragem pessoal e política para realizar um referendo nacional sobre este tema», afirmou Cláudio Anaia em declarações à agência Lusa.

Cláudio Anaia acredita que o casamento homossexual não terá o parecer favorável da maioria dos portugueses. «Trata-se, como a questão do aborto, de uma questão de consciência transversal aos eleitores dos vários partidos políticos», disse.



O Programa do XVIII Governo Constitucional, entregue na segunda-feira no Parlamento, promete remover as barreiras jurídicas para que seja possível a realização de casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Cláudio Anaia disse os socialistas católicos esperavam que a questão da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo fosse «mais clara» no programa do Governo, nomeadamente naquilo que diz respeito à adopção.