«são obrigados a trabalhar 72 horas consecutivas sem qualquer»





vai ser criado um horário de referência para os militares da GNR







«É esta GNR que ainda hoje impõe tarefas de faxina aos seus profissionais e que levanta processos-crime por desobediência a quem as recusa cumprir»



O ministro da Administração Interna anunciou esta segunda-feira a criação de um subsídio para os agentes das forças de segurança que fazem investigação criminal e de um horário de referência para os militares da GNR.