O empresário italiano que estava em Felgueiras e que deu entrada no Hospital de São João, no Porto, esta sexta-feira não está infetado com o coronavírus. As análises deram negativo, mas o processo de internamento revelou fragilidades no sistema de socorro em Portugal.

O doente, de 62 anos, aguardou no total cinco horas até ser transportado por uma equipa do INEM para a Unidade de Doenças Infeciosas do Hospital de São João, no Porto, onde esteve isolado em pressão negativa

Nenhum dos funcionários da fábrica de Felgueiras, que estiveram em contacto com o italiano, foi avaliado ou transportado ao hospital.

Os 90 trabalhadores regresssaram todos a casa ao final do dia sem qualquer controlo

O empresário, que chegou da China a 22 de janeiro, deverá agora ser novamente avaliado por uma equipa médica para que lhe possa ser dada alta hospitalar.

Portugal não tem, até ao momento, nenhum caso confirmado de coronavirus

O número de vítimas mortais devido ao novo coronavírus aumentou este sábado para 259. O número de pessoas infetadas devido ao vírus também subiu, atingindo os 11.791 casos.

Este surto de pneumonia provocado por um novo coronavírus (2019-nCoV) foi detetado no final do ano em Wuhan, na província de Hubei, na China.

Além do território continental da China e das regiões chinesas de Macau e Hong Kong, há mais de 50 casos de infeção confirmados em 24 outros países, com as novas notificações na Rússia, em Suécia e Espanha.

Num comunicado divulgado este sábado, a DGS sublinha que se mantém atenta e a acompanhar a situação.

A DGS mantém-se atenta e a acompanhar a situação, em articulação permanente com instituições/organizações nacionais e internacionais para adoção de medidas a nível nacional e em consonância com as recomendações que forem sendo emitidas pela Organização Mundial da Saúde e pelo European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC)."

Carolina Resende Matos