A quinta sessão de julgamento dos três inspetores do SEF acusados de matar o cidadão ucraniano Ihor Homeniuk foi adiada devido a doença da procuradora do Ministério Público, informou o juiz presidente.

Segundo Rui Coelho, a procuradora Leonor Machado está doente com sintomas que podem ser de infeção pelo novo coronavírus, tendo a sessão sido adiada para dia 24, no tribunal central criminal de Lisboa, no campus de Justiça.

Os três acusados da morte de Ihor Homeniuk estão em prisão domiciliária desde a sua detenção em 30 de março de 2020, razão pela qual este é considerado um processo urgente que prossegue mesmo em tempos de pandemia de covid-19.

A viúva de Ihor Homeniuk, Oksana Homeniuk, constituiu-se assistente (colaboradora da acusação) no processo em fase de julgamento.

Os arguidos estão acusados de terem morto à pancada o cidadão ucraniano, numa situação que configura homicídio qualificado, crime punível com pena de prisão até 25 anos de prisão.

/ MJC