O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) desencadeou uma megaoperação que levou à detenção de pelo menos um imigrante e à deportação de mais de duas dezenas de pessoas que estavam ilegalmente em Portugal.

A "Operação Lodo" incidiu nos estrangeiros que se dedicam à apanha da amêijoa no estuário do rio Tejo, frente a Lisboa.

Decorreu na tarde desta quarta-feira e foi acompanhada em exclusivo pela TVI.

Ao todo foram fiscalizados mais de 250 estrangeiros na praia do Samouco, perto do Montijo.

O objetivo passava por controlar a imigração ilegal, sendo conhecido das autoridades que centenas de estrangeiros andam todos os dias naquela zona.

A operação foi coordenada pelo SEF e pela Polícia Marítima, que deu apoio em terra e no rio, com várias lanchas a obrigarem os imigrantes a regressar a terra.

Todos os estrangeiros foram fiscalizados, entre eles pessoas oriundas da Ásia, da América do Sul e da Europa de Leste. Um cidadão moldavo acabou por ser detido, até porque já tinha uma ordem de expulsão do país.
 

Redação