“Na sequência do mandato do Conselho Europeu de 25 de junho, a presidência luxemburguesa procurou, no presente Conselho, alcançar um compromisso relativamente ao número de pessoas a recolocar e a reinstalar, por Estado-membro”, é referido no comunicado do Ministério da Administração Interna (MAI).












Redação / MM