A Polícia Judiciária de Leiria anunciou hoje a detenção de um homem suspeito de incêndio no interior de um pinhal, mais conhecido pelo "Casal dos Ossos", na Marinha Grande, no distrito de Leiria.

Em nota de imprensa, a PJ de Leiria informa que o Departamento de Investigação Criminal de Leiria, "no desenvolvimento de imediatas investigações, esclareceu, identificou e deteve o presumível autor do incêndio", que ocorreu na madrugada do dia 3 de outubro, "no interior de um pinhal, mais conhecido pelo ‘Casal dos Ossos’, na Marinha Grande".

Segundo a PJ, o detido, de 46 anos, sem ocupação laboral, terá provocado o incêndio no "decurso de uma desavença familiar", recorrendo a um isqueiro para atear o fogo.

O incêndio desse dia consumiu uma habitação implantada em zona florestal, que pertencia a uma familiar direta da sua companheira.

O suspeito "colocou ainda em risco outras habitações e outros edifícios" na zona, assim "como toda a mancha florestal envolvente, só não atingindo outras proporções face à pronta e eficaz intervenção dos bombeiros".

Após ter sido presente às autoridades judiciárias, foram-lhe aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos com a ex-companheira e familiares desta, proibição de frequentar ou permanecer no local onde ocorreram os factos e apresentações semanais em posto policial da área da residência.