"Portugal está a responder a um pedido de ajuda internacional emitido pelos nosso vizinhos espanhóis e respondeu afirmativamente, até na linha daquilo que são os acordos bilaterais que existem entre Portugal e Espanha", disse à agência Lusa o comandante operacional nacional da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), José Manuel Moura.



"Portugal organizou uma força conjunta, designada Focon.pt, constituída por 32 viaturas e 104 elementos, que inclui um grupo de ataque ampliado de Santarém e outro de Lisboa, força especial de bombeiros, conjuntamente com viaturas dos distritos de Portalegre e Castelo Branco".







"O acordo bilateral não podia ser estendido e como tal houve a necessidade de o Governo espanhol formalizar o pedido de ajuda internacional e nós, por uma questão de proximidade, respondemos afirmativamente".