Um incêndio este domingo de manhã numa casa na aldeia do Liboreiro, concelho de Góis, deixou duas pessoas desalojadas, informou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra.

Segundo a mesma fonte, o alerta foi dado às 08:56 e o incêndio na vivenda foi apenas dado como dominado às 10:12, tendo consumindo grande parte da habitação.

Os dois habitantes da casa são uma mulher com cerca de 50 anos e o filho, na casa dos 30 anos, de origem estrangeira, que já viviam há muitos anos naquele concelho do distrito de Coimbra, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros de Góis, Jody Rato.

O incêndio terá tido "origem numa salamandra, sendo que ainda tentaram resolver com os extintores que tinham", mas sem sucesso, contou.

A casa, de construção antiga, ardeu "quase na totalidade", acrescentou.

Os serviços municipais de proteção civil estão agora a "diligenciar no sentido de arranjar uma solução" para as duas pessoas desalojadas, afirmou Jody Rato.

No local estiveram 14 operacionais e sete veículos das corporações de bombeiros de Góis, Arganil e Serpins, assim como meios da proteção civil municipal de Góis.