O incêndio que deflagrou às 12:09, esta terça-feira, numa empresa na Zona Industrial do Paraimo, no concelho de Anadia, entrou em fase de rescaldo às 14:30, disse fonte da Proteção Civil.

O incêndio, que atingiu uma das unidades da Policarpo, fábrica de espumas e plásticos, mobilizava, às 14:34, 25 veículos e 74 operacionais, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro.

Segundo a presidente da Câmara de Anadia, Teresa Cardoso, a unidade afetada ficou “completamente destruída”, mas “felizmente o fogo ficou confinado” apenas a esse pavilhão.

Para além da infraestrutura da unidade, ter-se-á perdido também matéria-prima e material pronto para ser entregue, salientou a autarca, referindo que ainda se desconhece qual a origem do incêndio.

Como é matéria delicada, como o plástico e outros produtos químicos, rapidamente o incêndio se propaga e é difícil de conter”, realçou.

A empresa, fundada em 1997, “estava num processo de ampliação e tinha comprado um outro lote contíguo à empresa”, sublinhou Teresa Cardoso.

Não foram registados quaisquer feridos com o incêndio.

/ MJC