O incêndio que deflagrou este sábado em Janeiro de Baixo, Pampilhosa da Serra (Coimbra), tem apenas uma frente ativa e poderá estar dominado em breve, devido ao melhoramento das condições meteorológicas, disse à Lusa o CODIS de Coimbra.

O fogo, “neste momento, só tem uma frente ativa, com cerca de 200, 300 metros, em local de muito difícil acesso”, disse o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Coimbra, Carlos Luís Tavares, acrescentando que os bombeiros estão a tentar “debelar esta frente”.

Questionado sobre se as condições meteorológicas que estavam a dificultar o combate às chamas melhoraram, Carlos Luís Tavares sublinhou que “entrou um bocadinho mais de humidade” e, por essa razão, as condições “estão favoráveis” para permitir que “daqui a uma hora, mais coisa, menos coisa”, o fogo possa ser “dado como dominado”.

Às 22:00 estavam 551 bombeiros a combater o incêndio, que chegou a ter duas frentes, apoiados por 157 veículos, de acordo com a informação disponível na página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Os meios aéreos, que chegaram a ser pelo menos 14 durante o dia, desmobilizaram ao início da noite. O alerta para este incêndio foi dado às 13:09, segundo a Proteção Civil.

/ BC - atualizada às 22:38