O incêndio que começou no domingo em Proença-a-Nova e que se alastrou a Oleiros e Castelo Branco foi dado como estando em resolução às 17:50 desta terça-feira, lê-se na página da Proteção Civil.

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, no local, pouco antes das 18:00, continuvaam 929 operacionais, 305 meios terrestres e 14 meios aéreos.

Numa conferência de imprensa realizada às 13:00, em Proença-a-Nova, e à semelhança do que já tinha acontecido às 09:00, a Proteção Civil explicou que 90% do fogo nestes concelhos do distrito de Castelo Branco já estava dominado, faltando 10% em Oleiros.

O fogo provocou uma dezena de feridos, entre os quais dois com gravidade, que estão fora de perigo nos Hospitais de Coimbra.

Um carro da corporação de bombeiros de Proença-a-Nova também ficou destruído.

O incêndio, que chegou a ter um perímetro de 60 quilómetros, obrigou à evacuação de várias aldeias, não havendo registo de destruição de habitações.