O incêndio que lavrava em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro, desde as 3:30 e que chegou a ser combatido por 436 bombeiros foi dado como dominado às 23:00, revelou fonte do comando das operações.

O fogo já está dominado e temos agora 100% do perímetro do incêndio controlado, já em fase de rescaldo", declarou à agência Lusa o 2.º comandante dos Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis, Fernando Maciel.

Depois de o fogo ter estado apenas com uma frente ativa durante a manhã e voltar a ter quatro frentes a arder devido aos reacendimentos durante a tarde, o coordenador das operações atribuiu a evolução positiva verificada no início da noite a dois grandes fatores: "O vento amainou totalmente e as temperaturas também desceram muito."

O incêndio tem consumiu "uma área considerável" das freguesias de Pinheiro da Bemposta, Palmaz e Travanca, sendo que chegou a implicar a evacuação de "uma casa de lavoura" que o Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro disse estar "numa localização isolada" e destinar-se apenas a armazenamento de alfaias agrícolas.

Alerta para perigo de incêndio

Na segunda-feira, a ANPC emitiu um aviso à população sobre o perigo de incêndio rural, devido à manutenção de temperaturas acima do habitual para a época e “acentuado aumento da intensidade do vento”.

A ANPC avisa que o cenário meteorológico ”traduz-se num aumento dos índices de risco de incêndio até quarta-feira, com condições favoráveis à rápida propagação de incêndios em todo o território continental", com níveis de risco elevado e muito elevado.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmora (IPMA) a temperatura máxima está acima dos valores normais para a época do ano, com valores entre 25ºC e 28ºC nas regiões centro e sul e entre 20ºC e 25ºC na região norte.

Está previsto igualmente um aumento da velocidade do vento, do quadrante de leste, com rajadas até 40 km/h e rajadas até 65 km/h no litoral a norte do Cabo Mondego durante a noite e manhã de terça-feira, e no Algarve a partir do fim da tarde.