A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de atear fogo à sua própria casa, que partilhava com familiares, na Luz de Tavira, em Tavira, no Algarve, foi anunciado, esta quarta-feira.

Em comunicado, a PJ adianta existirem "fortes indícios" de o homem, de 24 anos, ter "intencionalmente provocado um incêndio", na madrugada de 20 de junho, entre as 3:00 e as 5:00, na "cozinha da habitação que dividia com a mãe, irmãs e cunhado".

Segundo a Judiciária, relacionado com este ato "está o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e de substâncias psicotrópicas, num quadro de violência doméstica sobre a família".

O detido não tem qualquer atividade profissional e possui antecedentes criminais e condenações por diversos crimes, nomeadamente o crime de incêndio florestal.

O homem vai agora ser presente a interrogatório judicial para a aplicação de medidas de coação.

A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação tutelada pelo Ministério Público do Departamento de Ação e Investigação Penal (DIAP) de Tavira.