A Polícia Judiciária (PJ) deteve um suspeito de fogo florestal que mobilizou um meio aéreo, ocorrido na terça-feira, na zona do Marão, em Amarante, anunciou hoje aquela força policial.

Segundo a autoridade, o homem, de 51 anos, foi abordado por militares da GNR, em Bustelo, quando tentava extinguir o incêndio com recurso a uma ferramenta manual.

O suspeito, segundo se lê no comunicado da PJ, "confessou a autoria da ignição, pelo que foi determinada a sua detenção".

O fogo terá sido provocado com recurso a isqueiro, com intencionalidade de queimar mato e, aparentemente, com vista à limpeza de matos e arbustos em zona de pastagem", acrescenta a autoridade policial.

O fogo consumiu "uma vasta área de povoamento misto e mato" e obrigou à intervenção de três corpos de bombeiros, apoiados por um meio aéreo.

O detido é agricultor de profissão, não tem antecedentes criminais e vai ser hoje apresentado em tribunal para conhecer as medidas de coação.