A página da Internet da Autoridade Nacional de Protecção Civil destaca dois incêndios em Vila Pouca de Aguiar como os mais significativos dos 10 que lavram esta quarta-feira à tarde em Portugal.

Em declarações à Lusa, o comandante operacional distrital refere que 53 bombeiros, com o apoio de quatro meios aéreos e 14 viaturas, combatem os fogos em Vila Pouca de Aguiar. Os incêndios queimam mato nas zonas de Vila Chã e Soutelinho do Mezio.

As chamas em Soutelinho do Mezio deflagraram terça-feira à noite, foram dominadas durante a madrugada, mas sofreram uma reactivação já esta quarta-feira à tarde, às 14:59.

O comandante Carlos Silva disse à Lusa que um outro incêndio, que começou esta quarta-feira às 12:58 em Vila Chã, se está a juntar ao de Soutelinho. O fogo em Vila Chã possui duas frentes activas e, apesar de lavrar perto de aldeias, não coloca casas em perigo.

Carlos Silva referiu que se trata de uma zona com acessos «muito complicados» o que dificulta a acção dos bombeiros.

Vários incêndios na Madeira

Mais de 30 bombeiros e uma dezena de viaturas das corporações do Funchal, Santa Cruz e Santana estão esta quarta-feira envolvidos no combate a vários focos de incêndios em floresta e mato nestes concelhos da Madeira.

O comandante do Bombeiros Municipais do Funchal, José Minas, disse à Lusa que estão destacados 19 elementos e seis viaturas para focos de pequena dimensão no Curral dos Romeiros, Babosas, Lajinhas e Corujeira, na capital madeirense.

A mesma fonte acrescentou que os fogos são classificados como «ilhas», porque surgiram no «meio de outras zonas ardidas, em locais de difícil ou acesso impossível». José Minas garantiu que não está ameaçada de momento qualquer residência.

Os Bombeiros Voluntários de Santa Cruz, na zona Este da ilha, combateram durante toda a tarde de segunda-feira e até às 03:00 desta quarta-feira um incêndio nos sítios do Rochão, Ribeiro Serrão e Águas Mansas. Os fogos chegaram a colocar em perigo algumas casas e um aviário. Sete efectivos, com duas viaturas, encontram-se no local, de prevenção.

Os Voluntários de Santana, na zona Norte da Madeira, estão a combater um incêndio florestal no Ribeiro Frio com uma viatura de pronto-socorro e estão também de prevenção na área florestal das Achadas do Teixeira.

Os incêndios em floresta e mato consumiram desde sexta-feira uma vasta zona florestal da ilha da Madeira, tendo destruído quase por completo (950 hectares) o Parque Ecológico do Funchal. A área ardida no concelho do Funchal está calculada em mais de 3 mil hectares, concelho onde arderam também duas habitações.
Redação / AR