Cerca de 100 operacionais e três meios aéreos combatem um incêndio em Soutelo de Matos, Vila Pouca de Aguiar, que entrou numa zona de pinheiro bravo e de declive acentuado, disse fonte da Proteção Civil.

O comandante distrital de operações de socorro (CODIS) de Vila Real, Álvaro Ribeiro, explicou à agência Lusa que o incêndio decorre numa “zona de declive muito acentuado, no sopé da serra do Minhéu”, e que o “vento está a contribuir para a velocidade de propagação”.

De acordo com o responsável, o fogo entrou numa área de “povoamento muito denso”, de pinheiro bravo, o que está “a criar algumas dificuldades” aos operacionais.

Para o terreno, segundo Álvaro Ribeiro, “estão a ser projetados mais meios terrestres e meios aéreos”, estando a operar um helicóptero pesado e dois aviões médios.

De acordo com a página da Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), pelas 17:30 estavam mobilizados para este incêndio cerca de 100 operacionais e 27 viaturas.

O fogo teve início pelas 23:25 de domingo, numa zona de mato da localidade de Soutelo de Matos, freguesia de Pensalvos e Parada de Monteiros e pelas 01:00 entrou em fase de resolução, tendo-se verificado uma reativação às 15:30 de hoje.

“A tendência é o vento perder força e, nesse caso, termos alguma janela de oportunidade para atacar o incêndio”, referiu o comandante distrital.

/ RL