A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) disse esta terça-feira que está dominado 90% do incêndio de Proença-a-Nova, que lavra desde domingo e alastrou aos concelhos de Oleiros e Castelo Branco.

"Todo o perímetro do incêndio está estabilizado, porém existe uma preocupação em 10% do território", relatou o comandante de agrupamento distrital Pedro Nunes, numa conferência de imprensa, cerca das 20:00, no posto de comando instalado em Sobreira Formosa, no concelho de Proença-a-Nova.

Segundo Pedro Nunes, os 10% correspondem a partes do perímetro, que é superior a 60 quilómetros, "que estão ainda muito quentes e que tiveram atividade de fogo durante a tarde".

O comandante precisou que se trata de áreas na zona norte do concelho de Oleiros, que vai desde a localidade de Pisoria a Vilar Barroso.

"São partes que não estão consolidadas e, por isso, ainda não é possível dar o incêndio por dominado", sublinhou aos jornalistas.

Por volta das 17:50, a página de internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil dava o incêndio como "em resolução", no entanto, cerca das 19:30 já estava novamente "em curso", patamar no qual se mantém às 21:00.

Salientando que não existe fogo ativo, Pedro Nunes disse que os trabalhos decorrem favoravelmente e que as condições climáticas da noite se avizinham "favoráveis" para as operações delineadas.

O dispositivo no terreno, que envolve cerca de um milhar de operacionais e 400 veículos, apoiados por 15 meios aéreos, vai manter-se até ao final de quarta-feira, garantiu o comandante da ANEPC.

Durante o dia de hoje também não foi necessário retirar pessoas das suas localidades e as cerca de 40 que na terça-feira foram retiradas já voltaram a casa.

/ SS