O incêndio em Miranda do Corvo, distrito de Coimbra, que ainda mobiliza 81 operacionais, apoiados por 21 meios terrestres, está em fase de rescaldo, segundo a página da Internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Apesar dos difíceis acessos, que dificultou o combate às chamas, o incêndio foi dado como dominado às 06:34, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra.

O fogo chegou a ter duas frentes ativas.

16 concelhos em risco máximo

Dezasseis concelhos dos distritos de Santarém, Castelo Branco, Portalegre e Faro estão em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Um dia depois de o Governo ter anunciado que o dispositivo de combate aos fogos rurais vai ser prolongado na sua capacidade máxima até 15 de outubro devido às previsões meteorológicas, o IPMA coloca em risco muito elevado de incêndio cerca de 70 municípios dos distritos do interior Norte e Centro e da região do Alentejo.

Em risco elevado estão hoje cerca de 90 concelhos de Viana do Castelo, Vila Real, Bragança, Porto, Aveiro, Coimbra, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Lisboa, Évora, Beja e Faro.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje condições de instabilidade durante a tarde, mais prováveis nas regiões do interio.

Devido à previsão de tempo quente, com as temperaturas superiores ara esta época do ano e baixa possibilidade de precipitação, e considerando a prorrogação até 15 de outubro do período crítico no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, o Governo determinou o prolongamento do Nível de Empenhamento Operacional (Reforçado) Nível IV.

Uma nota do Ministério da Administração Interna divulgada na quarta-feira adianta que “será assegurada a continuidade da operação dos meios cujo empenhamento operacional terminava a 30 de setembro, nomeadamente dos meios aéreos, dos respetivos Centros de Meios Aéreos, das equipas dos corpos de bombeiros e dos comandantes de permanência às operações".

De acordo com as previsões do IPMA, em Portugal continental está prevista para hoje uma pequena subida da temperatura mínima no interior Norte e litoral Centro e uma pequena descida da temperatura máxima nas regiões do litoral. os termómetros vão subir até aos 35 graus celsius (máxima em Santarém) e as temperaturas mínimas não vão descer abaixo dos 14º (Bragança).

Nos Açores, o IPMA prevê aguaceiros em todo o arquipelago e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas nas ilhas dos grupos Ocidental (Flores e Corvo) e Central (Terceira, Graciosa, S, Jorge, Pico e Faial). As temperaturas vão variar entre os 21º (mínima em Ponta Delgada) e os 27º (máxima em Angra do Heroísmo).

Para a Madeira está previsto céu geralmente pouco nublado e vento fraco a moderado, com os termómetros a subirem até aos 27º no Funchal e 26º em Porto Santo.