Um homem de 60 anos foi identificado por incêndio florestal, no concelho de Montalegre, que teve início após uma queimada não autorizada, divulgou esta segunda-feira a GNR de Vila Real.

Em comunicado, aquela força de segurança explicou que após um alerta para um incêndio florestal em Montalegre, no distrito de Vila Real, elementos do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Chaves “deslocaram-se de imediato para o local, onde apuraram que o incêndio teve início numa queimada não autorizada que se descontrolou”.

“No decorrer das diligências policiais, foi possível identificar o suspeito”, um homem de 60 anos, pode ler-se.

O Comando Territorial da GNR de Vila Real revelou ainda que os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Montalegre.

No comunicado a GNR destacou também que “a proteção de pessoas e bens, no âmbito dos incêndios rurais, continua a assumir-se como uma das prioridades”.

E relembrou que “em qualquer altura do ano é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia” e que “a realização de queimadas só é permitida após autorização do município ou da freguesia e carece de acompanhamento de um técnico credenciado em fogo controlado”.

“Para evitar acidentes siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel”, alertou.

/ MJC